(11) 95204-9308 (Nextel)

contato@innovamente.com.br

R. Ezequiel Freire, 192 - Sl 909

(Ao lado do metrô Santana)

Neuropsicologia


Conforme definição de Luria (1981), Neuropsicologia é a ciência que estuda a relação entre o cérebro e o comportamento humano.

Desse modo, investiga os aspectos da organização cerebral nas várias fases do desenvolvimento humano, as alterações neurofisiológicas e neuroquímicas, a modulação do humor no comportamento, as diferenças individuais, bem como as influências ambientais, beneficiando crianças, adultos e idosos.

A avaliação neuropsicológica é uma estratégia investigativa destinada a identificar, obter e proporcionar dados e informações sobre o funcionamento mental dos sujeitos, a partir de suas funções cognitivas, como a inteligência, memória, atenção, aprendizagem, linguagem, funções motoras e executivas, relacionando-as ao comportamento atual.

A investigação permite conhecer melhor o modo de funcionamento do paciente, identificando seus pontos fortes e seus pontos fracos. Auxilia no processo diagnóstico e na diferenciação entre vários outros problemas que podem ser parecidos entre si (diagnóstico diferencial); na orientação para o tratamento; no planejamento de intervenções; a prever riscos a certos tipos de tratamento; e a (re)estabelecer a Qualidade de Vida.

 

INDICAÇÕES DA AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA


  1. CONDIÇÕES NAS QUAIS OCORRERAM PREJUÍZOS OU MODIFICAÇÕES COGNITIVAS, AFETIVAS E SOCIAIS, EM DECORRÊNCIA DE EVENTOS QUE ATINGIRAM O SISTEMA NERVOSO CENTRAL:
  • Traumatismos Cranioencefalicos;
  • Tumores Cerebrais;- Acidentes Vasculares Cerebrais (AVCs);
  • Demências (Alzheimer, por exemplo);- desordens tóxicas, endócrinas e metabólicas.
  1. QUANDO O POTENCIAL ADAPTATIVO NÃO É SUFICIENTE PARA O MANEJO DA VIDA DO PACIENTE (ESCOLAR, SOCIAL, PROFISSIONAL):
  • Transtornos Específicos do Desenvolvimento (Dislexia, TDAH);
  • Transtornos Invasivos do Desenvolvimento (Autismo, Asperger).
  • Retardo Mental.
  1. CONDIÇÕES GERADAS OU ASSOCIADAS À DESREGULAÇÃO BIOQUÍMICA OU ELÉTRICA DO CÉREBRO, OU DECORRENTES DE CAUSAS DESCONHECIDAS, COMO OS TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS, TAIS COMO:
  • Transtornos Afetivos (Depressão, Bipolar);
  • Epilepsias sem causa conhecida;- Esquizofrenia;
  • Transtornos de Personalidade.

A avaliação é feita por meio de entrevistas e testes padronizados, para avaliação cognitiva e de personalidade, que embasam uma orientação clínica ao paciente, seus familiares e ao profissional solicitante, além de um relatório por escrito, prognóstico e indicação do tratamento adequado para cada caso de acordo com o diagnóstico diferencial realizado.

 

 


Veja outras de nossas especialidades

Fale conosco